Quer ler o que?

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Na gaveta.

Ela escreveu um texto que resumia em palavras toda a dor que ela sentia, um texto sincero, sem rodeios, que explicitava todos os pensamentos, as frustrações, e as mágoas que ela sentia com relação à família, vida e amigos.
Ela não publicou. Com medo que as pessoas se machucassem com a sinceridade demais.

8 comentários:

  1. até q enfim voltou (:
    sobre o texto,às vezes é melhor calar ou não publicar...enfim,belo texto !
    abraço.
    ps:queria muito ver esse texto !

    ResponderExcluir
  2. Se ela fez isso mesmo, sugiro que retire o "Me concedi licença poética" escrito na descrição.

    ResponderExcluir
  3. Li pela segunda vez e parei pra pensar,num sei se cê tá legal,mas enfim,fiz um texto q fala um pouco sobre flores e como você disse que gosta d flores,eu te indico,só pra ler,dá uma passada lá !
    abraço !
    ps: fica bem se não estiver,e se estiver,fique melhor ainda (:

    ResponderExcluir
  4. O silêncio é o recheio da poesia.

    ResponderExcluir
  5. "a verdade é triste", essa frase não tem nada de poético, ou que leve a pessoa a uma reflexão profunda, mas um dia meu professor de ciências sociais disse isso...é a realidade.. talvez qdo uma pessoa reflete demais, é hora de ela recuperar sua vida de volta =]

    ResponderExcluir
  6. Cometeria a imperdoável gentileza de me enviar por e-mail?
    Eu já passei umas 800 vezes mas vai de novo:
    ricardofsiqueira@gmail.com

    ResponderExcluir

Receber comentário anônimo não faz sentido. Assinem!